Conheça as diferenças entre as vacinas da rede pública e privada

As diferenças entre as vacinas da rede pública e rede privada

As vacinas de ambas são seguras e protegem a saúde do bebê e criança, contudo há benefícios na rede privada

 

Tríplice bacteriana ( difteria/ coqueluche/ tétano) DTP
Na rede pública está disponível a DTPw, que é feita a partir de células inteiras da bactéria; já na rede privada existe a versão DTPa que é acelular, ou seja, não é feita com as células inteiras , e sim com proteínas . É uma vacina mais purificada, só contém o que realmente é necessário para proteção e, por isso, as chances de ocorrerem eventos adversos são menos frequentes e intensas.

 

Vacina Haemophilus influenzae tipo b e seus reforços
Haemophilus influenzae tipo B é uma bactéria que pode causar uma série de doenças infecciosas com complicações graves como pneumonia, otite ( dor de ouvido), epiglotite ( inflamação da epiglote), meningite, inflamação das articulações, entre outros. A vacina contra essa bactéria está disponível tanto na rede pública quanto na rede privada, com a diferença de que na rede privada é oferecida uma dose a mais, garantindo ainda mais a proteção das crianças contra essas patologias tão comuns.

 

Vacina rotavírus monovalente e vacina rotavírus pentavalente
O rotavírus se caracteriza por uma forma abrupta de vômito, diarréia e febre alta, que podem causar desidratação grave. Em alguns casos, também há sintomas como falta de apetite, náuseas e dores abdominais. A principal forma de contágio é via fecal-oral, ou seja, por contato pessoa a pessoa através de água, objetos e alimentos contaminados e, mais raramente, por propagação aérea.
A vacina de rotavírus é uma vacina de vírus vivo, oral. Ela pode ser monovalente, que protege apenas contra um sorotipo de rotavírus, mas oferece proteção cruzada contra outro sorotipo e é dada em 2 doses. A vacina rotavírus monovalente é oferecida na rede pública.
A outra opção é a vacina pentavalente, que está presente na rede privada. Ela oferece imunidade contra 5 sorotipos diferentes de rotavírus e é feita na clínica em 3 doses.

 

Vacina pneumocócica conjugada 10 e vacina pneumocócica conjugada 13
As vacinas pneumocócicas conjugadas protegem as crianças das doenças causadas pela bactéria Streptococcus pneumoniae, causadora de doenças como pneumonia, meningite e otite média aguda. A vacina pneumocócica conjugada 10, presente na rede pública, protege contra 10 subtipos de pneumococos. Já a vacina pneumocócica conjugada 13, presente na rede particular, irá proteger contra 13 subtipos de pneumococos.
Existe ainda a opção pneumocócica 23, presente na rede privada, que oferece proteção contra 23 tipos de pneumococos e indicada para idosos, prematuros, crianças com pneumonias de repetição, asmáticos, cardiopatas e síndrome de Down.

 

Vacina influenza
Na rede pública a vacina influenza , que protege contra a gripe, é oferecida somente até os 5 anos de idade. A Sociedade Brasileira de Imunizações recomenda que todos sejam vacinados anualmente contra a influenza, independente da idade, recomendação essa que se torna possível em redes privadas, onde todos podem ser vacinados sem pertecerem a determinados grupos de risco.

 

Vacina meningocócica conjugada C e meningocócica conjugada ACWY/ meningite B
A vacina meningocócica conjugada C está presente na rede pública, enquanto a versão ACWY só pode ser encontrada na rede privada. Ambas previnem meningites, com a diferença que a meningocócica conjugada C protege apenas contra o tipo C e a versão ACWY protege contra esses quatro tipos. A vacina meningocócica conjugada ACWY e a vacina meningocócica B só estão disponíveis na rede privada de clínicas de vacinação e a importância destas vacinas reside no fato de que muitos países, inclusive o nosso, vêm observando aumento na proporção de casos de doença meningocócica pelos sorotipos B e W. Além disso, em muitos países o risco de infecção pelos tipos B, A, W e Y é maior que no Brasil, de modo que esta vacina se torna a melhor opção para viajantes.

 

Vacina contra hepatite A
A rede pública vacina as crianças com 01 ano de idade; contudo, a rede privada segue a recomendação da Sociedade Brasileira de Imunizações e, seis meses após esta primeira dose, aplica-se uma segunda dose. Uma única dose desta vacina garante proteção até os 10 anos de idade, mas não há certeza quanto a vida adulta.

 

Vacina contra HPV
A vacina quadrivalente contra o HPV está disponível gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para meninas de 9 a 13 anos e para meninas vivendo com HIV de 9 a 26 anos. Na rede privada, a vacina quadrivalente está disponível para meninas e mulheres de 9 a 45 anos e para meninos e homens de 9 a 26 anos. Além delas, a rede privada conta com a vacina bivalente, licenciada para todas as meninas e mulheres a partir de 9 anos.

 

Vacina contra varicela
A vacina varicela irá proteger as crianças contra a catapora. Contudo, a rede pública oferece apenas uma dose dela, o que não é suficiente para prevenir a doença, apenas evita que a pessoa desenvolva versões mais graves. Na rede privada são oferecidas 2 doses, sendo que a segunda dose irá de fato proteger contra a doença.

Saiba mais sobre nossas vacinas