IDADE VACINA DOSE OBSERVAÇÃO
Ao nascer BCG-ID Tuberculose única
Hepatite B 1a. dose
2 meses Hexavalente acelular 1a. dose
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Composição da Vacina Hexavalente acelular:
* Difteria, Tétano e Coqueluche acelular (DTPa)
* Haemophilus influenza tipo b
* Polio inativada (Salk)
* Hepatite B

Prevenar 13 valente 1a. dose
Rotavírus Pentavalente 1a. dose
3 meses Meningite tipo B 1a. dose
Ver informação adicional
Esconder informação adicional
Quantidade de doses e respectivos intervalos, de acordo com o início do esquema vacinal.
Início do esquema vacinal entre 2 e 5 meses:
3 doses com intervalo de 2 meses entre elas + 1 reforço entre 12 e 23 meses.
 
Início do esquema vacinal entre 6 e 11 meses:
2 doses com intervalo de 2 meses entre elas, + 1 reforço no segundo ano de vida, respeitando um intervalo mínimo de 2 meses da última dose.
 
Início do esquema vacinal entre 1 e 10 anos:
2 doses com intervalo de 2 meses.
Início do esquema vacinal entre 11 e 50 anos:
2 doses com intervalo de 1 mês.
Meningite tipo A/C/W135/Y 1a. dose
Ver informação adicional
Esconder informação adicional
Laboratório GSK
 
Nome comercial: Menveo – SOMENTE ESSA VACINA
Indicação: Crianças a partir de 2 meses e adultos
4 meses Pentavalente acelular 2a. dose
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Composição da Vacina Pentavalente acelular:
* Difteria, Tétano e Coqueluche acelular (DTPa)
* Haemophilus influenza tipo b
* Polio inativada (Salk)

Prevenar 13 valente 2a. dose
Rotavírus Pentavalente 2a. dose
5 meses Meningite tipo B 2a. dose
Meningite tipo A/C/W135/Y 2a. dose
6 meses Hexavalente acelular 3a. dose
Ver informação adicional
Esconder informação adicional
Laboratório GSK
 
Nome comercial: Menveo – SOMENTE ESSA VACINA
Indicação: Crianças a partir de 2 meses e adultos
Prevenar 13 valente 3a. dose
Rotavírus Pentavalente 3a. dose
Gripe 1a. dose
7 meses Meningite tipo B 3a. dose
Ver informação adicional
Esconder informação adicional
Quantidade de doses e respectivos intervalos, de acordo com o início do esquema vacinal.
Início do esquema vacinal entre 2 e 5 meses:
3 doses com intervalo de 2 meses entre elas + 1 reforço entre 12 e 23 meses.
 
Início do esquema vacinal entre 6 e 11 meses:
2 doses com intervalo de 2 meses entre elas, + 1 reforço no segundo ano de vida, respeitando um intervalo mínimo de 2 meses da última dose.
 
Início do esquema vacinal entre 1 e 10 anos:
2 doses com intervalo de 2 meses.
Início do esquema vacinal entre 11 e 50 anos:
2 doses com intervalo de 1 mês.
Meningite tipo A/C/W135/Y 3a. dose
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Laboratório GSK

Nome comercial: Menveo – SOMENTE ESSA VACINA
Indicação: Crianças a partir de 2 meses e adultos

Gripe 2a. dose
1 ano Tríplice Viral “SCR” 1a. dose
Varicela 1a. dose
Prevenar 13 valente reforço
Meningite tipo A/C/W135/Y 1o. reforço
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Laboratório GSK
Nome comercial: Menveo
Indicação: Crianças a partir de 2 meses e adultos
Nome comercial: Nimenrix
Indicação: Crianças a partir de 12 meses (1 ano) e adultos

Hepatite A 1a. dose
1 ano e 3 meses Pentavalente acelular 1o. reforço
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Composição da Vacina Pentavalente acelular:
* Difteria, Tétano e Coqueluche acelular (DTPa)
* Haemophilus influenza tipo b
* Polio inativada (Salk)

Meningite tipo B reforço
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Quantidade de doses e respectivos intervalos, de acordo com o início do esquema vacinal.

Início do esquema vacinal entre 2 e 5 meses:
3 doses com intervalo de 2 meses entre elas + 1 reforço entre 12 e 23 meses.

Início do esquema vacinal entre 6 e 11 meses:
2 doses com intervalo de 2 meses entre elas, + 1 reforço no segundo ano de vida, respeitando um intervalo mínimo de 2 meses da última dose.

Início do esquema vacinal entre 1 e 10 anos:
2 doses com intervalo de 2 meses.

Início do esquema vacinal entre 11 e 50 anos:
2 doses com intervalo de 1 mês.

Tríplice Viral “SCR” reforço
Varicela reforço
1 ano e 6 meses Hepatite A 2a. dose
4 anos a 6 anos DTPa+IPV / dTpa+IPV 2o. reforço  Reforço de 10 em 10 anos.
5 anos a 6 anos Meningite tipo A/C/W135/Y 2o. reforço
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

O reforço deve ser realizado entre 5 e 6
anos (ou cinco anos após a última dose recebida depois dos 12 meses
de idade) e na adolescência.

9 anos HPV
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Vacina Bivalente / Laboratório GSK (3 doses)
Somente mulheres sem limite de idade. 1 mês após – 6 meses após a 1a. dose

Vacina Quadrivalente / Laboratório MSD
Homens e mulheres até 26 anos. 2 meses após – 6 meses após a 1a. dose

Dengue 1a. dose
9 anos e 6 meses Dengue 2a. dose
10 anos Dengue 3a. dose

IDADE VACINA ESQUEMA OBSERVAÇÃO
11 anos a 19 anos Tríplice Viral “SCR” 2 doses
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

É considerado protegido o adolescente que tenha recebido duas doses da vacina tríplice viral acima de 1 ano de idade, e com intervalo mínimo de um mês entre elas. OBS: Vacina contraindicada para gestantes

Hepatite A e B combinada
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Hepatite A: Duas doses com intervalo de 6 meses. Hepatite B: Três doses sendo 0 – 1 mês após – 6 meses após a 1a. dose. Hepatite A e B: * Para menores de 16 anos: duas doses com intervalo de 6 meses. * Para menores de 16 anos: 3 doses sendo 0 – 1 mês após – 6 meses após a 1a. dose.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Adolescentes não vacinados na infância para as hepatites A e B devem ser vacinados o mais precocemente possível para essas infecções. A vacina combinada para as hepatites A e B é uma opção e pode substituir a vacinação isolada para as hepatites A e B.

HPV
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Vacina Quadrivalente contra HPV / Lab MSD: 3 doses sendo 0 – 2 meses após – 6 meses após a 1a. dose. Vacina Bivalente contra HPV / Lab GSK: 3 doses sendo 0 – 1 mês após – 6 meses após a 1a. dose.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Vacina Quadrivalente contra HPV / Lab MSD: Indicada para meninos e meninas. Vacina Bivalente contra HPV / Lab GSK: Indicada apenas para meninas.

DTPa / dTpa
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Com esquema de vacinação básico para tétano completo: Reforço a partir dos 11 anos com dTpa a cada sete a dez anos após a última dose. Com esquema de vacinação básico para tétano incompleto: Uma dose de dTpa a qualquer momento e completar a vacinação básica com uma ou duas doses de dT (dupla bacteriana do tipo adulto) de forma a totalizar três doses de vacina contendo o componente tetânico. Em ambos os casos: Na impossibilidade do uso da vacina dTpa, substituí-la pela vacina dT; e na impossibilidade da aplicação das outras doses com dT, substituí-la pela vacina dTpa, completando três doses da vacina com o componente tetânico.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

O uso da vacina dTpa, em substituição à dT, para adolescentes e adultos, objetiva, além da proteção individual, a redução da transmissão da bactéria Bordetella pertussis, principalmente para suscetíveis com alto risco de complicações, como os lactentes. Para indivíduos que pretendem viajar para países nos quais a poliomielite é endêmica, ou na falta de dTpa, recomendar a vacina dTpa combinada à pólio inativada (dTpa-VIP).

Varicela Duas doses com intervalo de três meses em menores de 13 anos, e intervalo de um a três meses em maiores de 13 anos.
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Recomendada para aqueles sem história de infecção prévia. Até a idade de 12 anos, considerar a aplicação de vacina combinada quádrupla viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela) para os adolescentes suscetíveis à varicela. Contraindicada para imunodeprimidos e gestantes.

Gripe Dose única anual. Recomendada para todos os adolescentes.
Meningite tipo A/C/W135/Y  Aos 11 anos, seguida de uma dose de reforço cinco anos depois. Na indisponibilidade da vacina meningocócica conjugada ACWY, substituir pela vacina meningocócica C conjugada.
Meningite tipo B  Duas doses com intervalo de 1 mês.
Pneumonia  Pneumo 23 valente: 2 doses com intervalo de 5 anos entre elas.
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Em casos especiais (pacientes com doenças crônicas) e com prescrição médica, considerar a vacina Pneumocócica conjugada 13 valente “Prevenar 13” em dose única.

Dengue  3 doses sendo 0 – 6 meses após – 12 meses após a 1a. dose.

IDADE VACINA ESQUEMA OBSERVAÇÃO
20 anos a 45 anos Dengue
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

3 doses sendo 0-6 meses após 12 meses após a 1a. dose.

20 anos a 50 anos Meningite tipo B
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Duas doses com intervalo de 1 mês

20 anos a 59 anos Tríplice Viral “SCR” 2 doses
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

É considerada protegida a mulher que tenha recebido, em algum momento da vida, duas doses da vacina tríplice viral acima de 1 ano de idade, e com intervalo mínimo de um mês entre elas. OBS: Vacina contraindicada para gestantes

HPV
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Vacina Quadrivalente / Lab. MSD: 3 doses sendo 0 – 2 meses após – 6 meses após a 1a. dose Vacina Bivalente / Lab GSK: 3 doses sendo 0 – 1 mês após – 6 meses após a 1a. dose

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Vacina Quadrivalente / Lab. MSD: Indicada para indivíduos entre 9 e 45 anos Vacina Bivalente / Lab GSK: Indicada para indivíduos a partir de 9 anos

Hepatite A e B combinada
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Hepatite A/B combinada: 3 doses sendo 0 – 1 mês após – 6 meses após a 1a. dose Hepatite A: 2 doses com intervalo de 6 meses entre elas Hepatite B: 3 doses sendo 0 – 1 mês após – 6 meses após a 1a. dose

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Homens não imunizados anteriormente para as hepatites A e B devem ser imunizados. A vacina combinada para as hepatites A e B é uma opção e pode substituir a vacinação isolada para as hepatites A e B.

DTPa / dTpa
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Com esquema de vacinação básico para tétano completo: Reforço com dTpa a cada dez anos. Com esquema de vacinação básico incompleto: Uma dose de dTpa a qualquer momento e completar a vacinação básica com uma ou duas doses de dTpa de forma a totalizar três doses de vacina contendo o componente tetânico.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

O uso da vacina dTpa, em substituição à dT, para adolescentes e adultos, objetiva, além da proteção individual, a redução da transmissão da bactéria Bordetella pertussis, principalmente para suscetíveis com alto risco de complicações, como os lactentes. Para indivíduos que pretendem viajar para países nos quais a poliomielite é endêmica, ou na falta de dTpa, recomendar a vacina dTpa combinada à pólio inativada (dTpa-VIP). OBS: Gestantes podem receber apenas a dTpa.

Varicela
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Duas doses com intervalo de um a três meses entre elas.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Recomendada apenas para adultos sem história anterior de varicela. OBS: contraindicada para gestantes.

Gripe Dose única anual
Meningite tipo A/C/W135/Y Dose única
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Na indisponibilidade da vacina meningocócica conjugada ACWY, substituir pela vacina meningocócica C conjugada.

Pneumonia
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Pneumo 23 valente: 2 doses com intervalo de 5 anos entre elas Pneumo 13 valente: Somente para indivíduos com idade igual ou superior a 50 anos Dose única

Herpes Zoster Dose única
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Vacina licenciada a partir dos 50 anos. Recomendada mesmo para aqueles que já apresentaram quadro de herpes zóster. Nesses casos, aguardar intervalo mínimo de seis meses e preferencialmente de um ano, entre o quadro agudo e a aplicação da vacina.

IDADE VACINA ESQUEMA OBSERVAÇÃO
20 anos a 45 anos Dengue
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

3 doses sendo 0-6 meses após 12 meses após a 1a. dose.

20 anos a 50 anos Meningite tipo B
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Duas doses com intervalo de 1 mês

20 anos a 59 anos Tríplice Viral “SCR” 2 doses
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

É considerada protegida a mulher que tenha recebido, em algum momento da vida, duas doses da vacina tríplice viral acima de 1 ano de idade, e com intervalo mínimo de um mês entre elas. OBS: Vacina contraindicada para gestantes

Hepatite A e B combinada
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Hepatite A/B combinada: 3 doses sendo 0 – 1 mês após – 6 meses após a 1a. dose Hepatite A: 2 doses com intervalo de 6 meses entre elas Hepatite B: 3 doses sendo 0 – 1 mês após – 6 meses após a 1a. dose

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Homens não imunizados anteriormente para as hepatites A e B devem ser imunizados. A vacina combinada para as hepatites A e B é uma opção e pode substituir a vacinação isolada para as hepatites A e B.

HPV Quadrivalente
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

3 doses sendo 0 – 2 meses após – 6 meses após a 1a.dose.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Indicada para indivíduos entre 9 e 26 anos

DTPa / dTpa
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Com esquema de vacinação básico para tétano completo: Reforço com dTpa a cada dez anos. Com esquema de vacinação básico incompleto: Uma dose de dTpa a qualquer momento e completar a vacinação básica com uma ou duas doses de dTpa de forma a totalizar três doses de vacina contendo o componente tetânico.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

O uso da vacina dTpa, em substituição à dT, para adolescentes e adultos, objetiva, além da proteção individual, a redução da transmissão da bactéria Bordetella pertussis, principalmente para suscetíveis com alto risco de complicações, como os lactentes. Para indivíduos que pretendem viajar para países nos quais a poliomielite é endêmica, ou na falta de dTpa, recomendar a vacina dTpa combinada à pólio inativada (dTpa-VIP). OBS: Gestantes podem receber apenas a dTpa.

Varicela
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Duas doses com intervalo de um a três meses entre elas.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Recomendada apenas para adultos sem história anterior de varicela. OBS: contraindicada para gestantes.

Gripe Dose única anual
Meningite tipo A/C/W135/Y Dose única
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Na indisponibilidade da vacina meningocócica conjugada ACWY, substituir pela vacina meningocócica C conjugada.

Pneumonia
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Pneumo 23 valente: 2 doses com intervalo de 5 anos entre elas Pneumo 13 valente: Somente para indivíduos com idade igual ou superior a 50 anos Dose única

Herpes Zoster Dose única
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Vacina licenciada a partir dos 50 anos. Recomendada mesmo para aqueles que já apresentaram quadro de herpes zóster. Nesses casos, aguardar intervalo mínimo de seis meses e preferencialmente de um ano, entre o quadro agudo e a aplicação da vacina.

IDADE VACINA ESQUEMA OBSERVAÇÃO
60 anos Tríplice Viral “SCR” 2 doses
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

É considerado protegido o indivíduo que tenha recebido, em algum momento da vida, duas doses da vacina tríplice viral acima de 1 ano de idade, e com intervalo mínimo de um mês entre elas. OBS: A indicação deve ser em situações de risco aumentado.

Gripe Dose única anual
Pneumonia
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Iniciar com uma dose da VPC13 seguida de uma dose de VPP23 seis a doze meses depois, e uma segunda dose de VPP23 cinco anos depois da primeira.

DTPa / dTpa
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Com esquema de vacinação básico para tétano completo: Reforço com dTpa a cada dez anos. Com esquema de vacinação básico incompleto: Uma dose de dTpa a qualquer momento e completar a vacinação básica com uma ou duas doses de dTpa de forma a totalizar três doses de vacina contendo o componente tetânico.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

O indivíduo com mais de 60 anos é considerado de risco para as complicações relacionadas à coqueluche. A vacina está recomendada mesmo para aqueles que tiveram a doença, já que a proteção conferida pela infecção não é permanente. Na impossibilidade de acesso à vacina dTpa, deve ser recomendada vacina dTpa-VIP.

Hepatite A e B combinada
Meningite tipo A/C/W135/Y Dose única
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Na indisponibilidade da vacina meningocócica conjugada ACWY, substituir pela vacina meningocócica C conjugada.

Herpes Zoster Dose única
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Recomendada mesmo para aqueles que já apresentaram quadro de herpes zóster. Nesses casos, aguardar intervalo mínimo de seis meses e preferencialmente de um ano, entre o quadro agudo e a aplicação da vacina.

VACINA ESQUEMA OBSERVAÇÃO
RECOMENDADAS
Tríplice bacteriana acelular do tipo adulto (difteria, tétano e coqueluche) – dTpa ou dTpa-VIP Dupla adulto (difteria e tétano) – dT
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Histórico Vacinal

Previamente vacinada, com pelo menos três doses
de vacina contendo o componente tetânico.

Conduta na Gestação

Uma dose de dTpa (entre a 27a e 36a semana
de gestação).

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

• A dTpa está recomendada em todas as gestações, pois além de proteger a gestante e evitar que
ela transmita a Bordetella pertussis ao recém-nascido, permite a transferência de anticorpos ao feto
protegendo-o nos primeiros meses de vida até que possa ser imunizado.
• A melhor época para a aplicação de dTpa é entre a 27a e a 36a semana, pois permite a transferência
de maior quantidade de anticorpos maternos para o feto, mas pode ser aplicada a partir da
20a semana.
• Mulheres não vacinadas na gestação devem ser vacinadas no puerpério, o mais precocemente possível.
• A vacina está recomendada mesmo para aquelas que tiveram coqueluche, já que a proteção conferida
pela infecção não é permanente.
• Na falta de dTpa, pode ser substituída por dTpa-VIP, ficando a critério médico o uso off label
em gestantes.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Histórico Vacinal

Em gestantes com vacinação incompleta tendo
recebido apenas uma dose de vacina contendo
o componente tetânico.

Conduta na Gestação

Uma dose de dT e uma dose de dTpa, sendo que a dTpa
deve ser aplicada entre a 27a e a 36a semana de gestação.
Respeitar intervalo mínimo de um mês entre elas.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Histórico Vacinal

Em gestantes com vacinação incompleta tendo
recebido apenas duas doses de vacina contendo
o componente tetânico.

Conduta na Gestação

Uma dose de dTpa (entre a 27a e 36a semana
de gestação).

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Histórico Vacinal

Em gestantes com vacinação desconhecida.

Conduta na Gestação

Duas doses de dT e uma dose de dTpa, sendo que a
dTpa deve ser aplicada entre a 27a e a 36a semana de
gestação. Adotar esquema 0 – 2 – 4 meses ou 0 – 2 – 6
meses. Respeitar intervalo mínimo de um mês entre elas.

Hepatite B
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Três doses, no esquema 0 – 1 – 6 meses.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

A vacina hepatite B é recomendada para todas as gestantes suscetíveis.

Influenza (gripe) Dose única anual.
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

A gestante é grupo de risco para as complicações da infecção pelo vírus influenza. A vacina está
recomendada nos meses da sazonalidade do vírus, mesmo no primeiro trimestre de gestação. Desde que
disponível, a vacina influenza 4V é preferível à vacina influenza 3V, inclusive em gestantes, por conferir
maior cobertura das cepas circulantes. Na impossibilidade de uso da vacina 4V, utilizar a vacina 3V.

RECOMENDADAS EM SITUAÇÕES ESPECIAIS
Hepatite A
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Duas doses, no esquema 0 – 6 meses.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

É vacina inativada, portanto sem contraindicação. Já que no Brasil as situações de risco de exposição
ao VHA são frequentes, a vacinação deve ser considerada.

Hepatite A e B
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Para menores de 16 anos: duas doses, aos 0 – 6 meses. A partir de 16 anos: três doses, aos 0 – 1 – 6 meses.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

A vacina combinada é uma opção e pode substituir a vacinação isolada das hepatites A e B.

Pneumocócicas
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Esquema sequencial de VPC13 e VPP23 pode ser feito em gestantes de risco para doença pneumocócica
invasiva (DPI) (consulte os Calendários de vacinação SBIm pacientes especiais).

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

VPC13 e VPP23 são vacinas inativadas, portanto sem riscos teóricos para a gestante e o feto.

Meningocócicaconjugada ACWY
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Uma dose. Considerar seu uso avaliando a situação epidemiológica e/ou a presença de comorbidades consideradas
de risco para a doença meningocócica (consulte os Calendários de vacinação SBIm pacientes especiais).

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

As vacinas meningocócicas conjugadas são inativadas, portanto sem risco teórico para a gestante
e o feto, devendo ser consideradas em situações de risco epidemiológico.
• Na indisponibilidade da vacina meningocócica conjugada ACWY, substituir pela vacina meningocócica
C conjugada.

Meningocócica B
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Duas doses com intervalo de um a dois meses. Considerar seu uso avaliando a situação epidemiológica
e/ou a presença de comorbidades consideradas de risco para a doença meningocócica (consulte os Calendários
de vacinação SBIm pacientes especiais).

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

A vacina meningocócica B é inativada, portanto sem risco teórico para a gestante e o feto, devendo ser
considerada em situações de risco epidemiológico.

CONTRAINDICADAS
Febre amarela
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Contraindicada na gestação. Porém, o médico deve avaliar sua utilização quando os riscos de adquirir a doença
superam os riscos potenciais da vacinação.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

• Gestantes que viajam para países que exigem o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia
(CIVP) devem ser isentadas da vacinação pelo médico assistente, se não houver risco de contrair a
infecção.
• É contraindicada em nutrizes até que o bebê complete 6 meses; se a vacinação não puder ser evitada,
suspender o aleitamento materno por pelo menos 15 dias e preferencialmente por 30 dias após a
imunização.

Tríplice viral (sarampo,caxumba e rubéola) Não vacinar na gestação.
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Pode ser aplicada no puerpério e durante a amamentação.

HPV
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Não vacinar na gestação. Se a mulher tiver iniciado esquema antes da gestação, suspendê-lo até puerpério.

Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Pode ser aplicada no puerpério e durante a amamentação.

Varicela (catapora) Não vacinar na gestação.
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Pode ser aplicada no puerpério e durante a amamentação.

Dengue Não vacinar na gestação.
Ver informação adicional
Esconder informação adicional

Contraindicada para mulheres amamentando.